Sindicato assume ter recusado proposta de extinção da FuBá

Mesmo sem consulta à categoria, por meio de AGE, sindicato rejeita proposta feita pela SeFaz

Veja o trecho da notícia do Jornal “Sinafresp em Ação” nº 72, pág. 4:

Sobre a extinção das Funções Básicas, o Coordenador da Administração Tributária informou que continua existindo a disposição da Administração de tomar essa medida. Disse que essa extinção é importante até para a própria Administração, pois a função básica causa problemas na gestão. Uma vez que a proposta original do governo foi recusada pela categoria (sic) e o secretário não acolheu a sugestão inicial do Sinafresp de somar à proposta um apoio do governo ao PLO com a correção monetária deste ano, foram discutidas outras hipóteses de acordo para buscar um meio-termo que possa ser aceito pela categoria e pelo gabinete” […] Leia mais na pág. 4 do Informativo

Diante de muitos protestos, se utilizou muito malabarismo textual para explicar a negativa. Agora, o sindicato assume a postura de recusa da proposta, sustentando a sua decisão em consulta informal (sic) à Base de filiados. Chegamos até a ouvir:

os incomodados que convoquem uma AGE através de Abaixo Assinado”

8 Comentários to “Sindicato assume ter recusado proposta de extinção da FuBá”

  1. Caro Teo Franco, esta sua leitura da situação está superada! Não existe conflito entre uma proposta de conciliação colocada para o Sinafresp, basta se ler o texto da mesma, com tregua após o inicio do recesso da Alesp, 26/12/2011 até 1 de fevereiro de 2012, estamos aguardando a definição do Conselho sobre este não-conflito, o que permitirá a diretoria agir: aceitar a proposta do Governo e oferecer a tregua de mais de 30 dias. E esperarmos a resposta do Governo.
    Teo estamos próximos de um final feliz para todos os envolvidos, e prontos para iniciarmos, concluida positivamente esta negociação, um ano de 2.012 com o pé direito como se diz usualmente.
    Então Não há RECUSA! Existe uma tramitação normal legal via Conselho para a Diretoria.

  2. Caro Biachi,
    O texto não é meu, é do próprio veículo informativo do Sinafresp que acaba de sair do forno, que diz “a proposta original do governo foi recusada pela categoria” (sic).
    Quanto ao mérito concordo com a sua avaliação, mas parece que o sindicato quer insistir nesta tecla de “RECUSA”, e pior, joga nas costas da categoria a razão desta recusa (?)

  3. Ratifico exatamente o que disse o colega Bianchi. Houve um mal entendido pela sua parte, caro Teo. O Sinafresp nunca resou, apenas pediu mais.Repetindo e confirmando o que disse o Bianchi, não há conflitos. Abraço.

    • Valdeilton,
      Ressalto que o texto não é meu, é do próprio veículo informativo do Sinafresp que acaba de sair do forno, que diz “a proposta original do governo foi recusada pela categoria” (sic).
      Quanto ao mérito concordo com a sua avaliação, mas parece que o sindicato quer insistir nesta tecla de “RECUSA”, e pior, joga nas costas da categoria a razão desta recusa (?)

  4. Enfim o Sinafresp admitiu ter recusado a proposta. Ficou menos feio agora que a mais que contraditória decisão “aceitamos a proposta e intensificamos as manifestações”. Sinceramente, os AFRs 2009 se sentiram palhaços nesta história. Esperamos que, enfim, o problema se resolva.

  5. Caro João,
    Faço uma sugestão, de comparecimento em massa na próxima reunião do Conselho Deliberativo, inclusive com manifesto assinado pelo maior número de filiados, inclusive fazendo constar, este documento, em Ata. Para tanto, deveria se iniciar a elaboração e circulação para coleta de assinaturas, desde já.

  6. Teo, Colegas,

    Fui um dos que buscou uma saída de saída desta crise criada dentro do Sinafresp, parece que a própria situação: fracasso de um PLO que recuperasse a perda inflacionária, a proposta feita por mim, conjuntamente com alguns colegas de 2009, de se colocar uma trégua entre 26/12/2011 e 1 de fevereiro de 2012, e se dizer sim a proposta do governo deverá ser aceita naturalmente pelas partes interessadas, pois é óbvia, como disse desde que a tornei publica no AFRpaulista. Não vejo como ainda se possa buscar pelo em ovo.

    • Pois é, meu amigo Bianchi, mais uma vez tomamos bola nas costas. As decisões são tomadas dentro dos gabinetes, antes propalava-se que era na Av. Rangel Pestana, agora, na R. Maria Paula. Não sei porque estão (ainda) cozinhando o galo, fica uma impressão esquisita no ar… A história há de reconhecer o seu empenho e dedicação em prol da nossa categoria, tenho certeza disso!

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: