Greve do Fisco na Paraíba compromete comércio e indústria

Empresas estão com carretas lacradas desde o dia 2 de novembro, sem previsão para liberação

Segundo o presidente da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep), Francisco Buega Gadelha

A preocupação maior é com a exportação porque se perde mercados. Se não há entrega de mercadorias, os mercados no exterior não compram mais e repassam para os outros que a Paraíba não entrega a mercadoria na data certa”, explicou.

Comércio – O presidente da CDL Campina Grande, Tito Motta, disse que a operação tartaruga obriga os transportes de carga em trânsito serem lacrados pelo Fisco estadual e o descarregamento só pode ser feito na presença de um auditor fiscal. Além disso, a digitação de entrada nas Notas Fiscais somente é realizada após autorização do agente fiscal. Empresas relataram para a CDL que estão com carretas lacradas desde o dia 2 de novembro, sem previsão para liberação.

Prejuízos – O secretário da Receita estadual, Luzemar Martins, informou que somente no mês de outubro o Estado deixou de arrecadar R$ 27 milhões por causa da greve do Fisco, que também tem contribuído para o desabastecimento de grandes redes de supermercados, a exemplo do Bompreço, que entrou com uma petição na Justiça alegando que já faltam mercadorias em algumas lojas […] Leia mais

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: