Archive for outubro 22nd, 2011

outubro 22, 2011

Fla-Flu da Intolerância

Não tem meio termo. Tudo é ótimo ou péssimo, preto ou branco, bonito ou podre, dependendo do ponto de vista e da camisa de cada um

Qualquer crítica é recebida a pedradas como se
quem não apoiasse ou participasse das marchas
fosse corrupto, chapa-branca, vendido ou comprado

Nem estamos em ano eleitoral e o nível de intolerância na blogosfera atinge níveis preocupantes. É inacreditável o que portais ligados aos mais importantes veículos do país publicam de comentários ofensivos, alguns verdadeiramente criminosos, na área reservada aos leitores, sem falar nos próprios blogueiros. De um lado e de outro, em lugar de fatos e argumentos, o que vemos é o assassinato de reputações numa linguagem de sarjeta, uma verdadeira gincana para saber quem consegue ser mais agressivo e grosseiro em seu nicho de mercado, seja a favor ou contra o governo federal.

Neste verdadeiro “Fla-Flu” da intolerância, parece que todo mundo só quer enxergar um lado, o seu lado, a parte da realidade que lhe interessa, e não como ela de fato se apresenta a quem está disposto a apenas entender o que está acontecendo no país.

Convivência democrática (?) – Noto que este clima de beligerância se espalhou a partir das discussões sobre o tamanho e os objetivos das marchas de protesto “contra tudo o que está aí” inauguradas no dia 7 de setembro, que reúnem jovens idealistas dispostos a combater a corrupção e velhos malacos cansados, sempre em busca de um atalho para chegar ou voltar ao poder, atacando o governo federal, com ou sem razão. Como muitos dos mentores e entusiastas destas manifestações estão abrigados em espaços vistosos da velha mídia, qualquer crítica é recebida a pedradas como se quem não apoiasse ou participasse das marchas fosse corrupto, chapa-branca, vendido ou comprado com verbas federais.

Ou seja, tirando os 20 ou 30 mil ou sei lá quantos que se mobilizaram nas ruas com faixas e adereços, os outros 190 milhões de brasileiros não prestam. São omissos ou coniventes.

Do lado oposto, nas redes sociais e nos sites dos novos meios eletrônicos, qualquer denúncia sobre os “malfeitos” governamentais é tratada como crime de lesa-pátria, traição aos supremos interesses do país, coisa de gente que só pensa em fabricar escândalos para derrubar o governo.

Não tem meio termo. Tudo é ótimo ou péssimo, preto ou branco, bonito ou podre, dependendo do ponto de vista e da camisa de cada um, sem pensar para escrever com um pouco de racionalidade, bom senso, juízo, respeito à verdade factual. É tiro para todo lado, como se vivêssemos numa verdadeira guerra civil virtual. Para chegar aonde? Contribui para isso a progressiva partidarização da grande imprensa […] Leia mais

Tags: