Minha empresa, minha família

Senhor Governador. 1. Sou proprietário de uma pequena empresa familiar que mantém ligações umbilicais/sanguíneas com quatro filiais – não concubinas e sim filhos – que ainda, por razões do destino, não conseguiram desgarrarem-se por completo do amparo da matriz; 2. Senhor Governador Ricardo Coutinho, a minha empresa sobrevive há 32 anos pelos serviços funcionais que foram prestados ao Estado e, exatamente agora, na sua administração vem passando por sérias dificuldades de ordem financeira, motivado pelo não repasse de valores (PCCR) que a minha modesta empresa familiar é detentora, por lei e direito; 3. A minha empresa senhor governador, não tem outra fonte de renda, não participa de licitações, não tem terrenos para negociar com grandes empresários, não tem reserva milionária em caixa, enfim, minha empresa não tem um CNPJ, opera tão somente com a matrícula 87.747-6 (a matriz) e suas filiais com modestos CPF’s” […] Leia o artigo completo do articulista Amadeu Robson Cordeiro

Tags:

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: