Previdência do Servidor Público paulista tem R$ 7,7 bilhões de rombo

Mais uma vez o Estadão de hoje (13) traz a notícia de uma forma simplista e limitada:

As despesas com pensões e aposentadorias chegaram a R$ 15,167 bilhões, valor bem superior à arrecadação de contribuições dos trabalhadores (R$ 7,449 bilhões). Em dezembro de 2010, o Estado de São Paulo tinha 407.186 inativos e pensionistas em sua folha de pagamento”

Preparando a opinião pública para apoiar a aprovação do projeto de lei que altera o regime previdenciário do estado – que utilizará o teto do regime geral da Previdência como valor máximo para o pagamento da aposentadoria a seus servidores. O projeto foi encaminhado por Alckmin, no dia 31 de agosto a Assembléia Legislativa de São Paulo. Para justificar o rombo, faz-se um cotejamento entre bases correntes (arrecadação X pagamentos). Nunca se fala do patrimônio constituído pelas contribuições que o servidor efetuou ao longo de anos e anosO texto não fala que o maior prejudicado, com a má gestão, são os próprios servidores que, em virtude disso, terão de recolher cada vez mais.

Equipe de redação – BLOGdoAFR.com

Leia também:

Alckmin quer teto de servidor igual ao do INSS

Alerta – PL 1992

Crise na Previdência

Volta a baila a questão da Previdência II

One Comment to “Previdência do Servidor Público paulista tem R$ 7,7 bilhões de rombo”

  1. é uma ótima ideia que já deveria ter sido feito muito antes,mas nunca é tarde…

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: