Auditores fiscais paralisam atividades em Sergipe

28 mai 2011

De acordo com o sindicato a paralisação marcada para segunda-feira, 30, pode estender para uma greve por tempo indeterminado

Garcez lamenta falta de negociação com o governo

A paralisação acontece devido à falta de atenção, por parte do Governo, quanto à pauta de reivindicação do Fisco Estadual entre os auditores da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e o governo. O que resultará em uma paralisação marcada para a próxima segunda-feira, 30. A afirmação é do próprio Sindicato do Fisco do Estado de Sergipe (Sindifisco) que menciona tentar negociar a pauta de reivindicação desde 2008.

De acordo com o presidente do Sindifisco, José Alberto Garcez, as negociações não estão relacionadas apenas a questão salarial, mas as condições de trabalho. “Nós realizamos uma assembléia na última quinta-feira [26] e a categoria decidiu pela paralisação. Há um mês o Chico Buchinho esteve conversando com a categoria e ficou de retornar com uma resposta, mas até agora não tivemos nenhuma resposta”, diz Garcez.

O presidente do Sindifisco menciona que a paralisação será de 24h, mas não descarta uma greve. “Depois da paralisação será realizada assembléia com a categoria e vamos definir o que será feito. Hoje estamos presenciando um jogo sujo do governo, uma tentativa de dividir os servidores que estão em luta”, fala.

Posto fiscal

Alberto Garcez lembra que há uma semana o posto fiscal de Neópolis foi fechado por apresentar problemas na estrutura. O presidente do Sindifisco alerta que a fronteira esta aberta e que o Estado deixa de arrecadar. “A fronteira esta abandonada, porque o posto fiscal foi fechado por falta de estrutura e a fronteira ficou aberta com possibilidade de contrabando de etanol. Agora eles querem colocar uma equipe de comando onde o servidor fica dentro de um carro fiscalizando a fronteira, o que não funciona é ficar dentro do carro o dia todo”, critica.

Sefaz

De acordo com o Gerente Geral de Comunicação e Marketing da Secretaria da Fazenda (Sefaz), Helber Andrade, o posto fiscal foi interditado no último sábado, 21, após vistoria realizada pelos engenheiros que vão averiguar se o prédio passará por uma reforma, terá que ser reconstruído ou então será colocado em outro lugar devido a construção da rodovia.

“O posto foi interditado, mas as ações não foram interrompidas. Foi colocada uma equipe de comando para fazer o trabalho. Não existe nenhuma diferença com relação as ações desempenhadas no posto fiscal e a equipe de comando. Aquele posto tem pouco movimento”, fala.

Sobre a paralisação, a informação é que Sefaz não foi comunicada oficialmente e que ficou sabendo apenas pela imprensa. A equipe do Portal Infonet tentou contato com o secretário de Articulação com Movimentos Sociais, Chico Buchinho, mas até o fechamento da matéria não tivemos êxito.

Clicksergipe

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: