Psicologia aplicada à bananeira

“Nesse meio tempo, a Assembleia Ordinária dos Analistas terá que decidir se adota a Teoria da Evolução ou o Livro do Gênesis. Vocês conhecem a estória, Adão e Eva, a cobra e a maçã, Adão comeu a maçã e cuspiu o caroço no ventre de Eva. Na outra ponta, mancando por fora, um velhinho de barba branca e usando bengala, chamado Darwin. Mais uma série de reuniões profundas, defesas incansáveis, teses, debates, queima de livros sagrados e acordos secretos até que a questão termina empatada. Quem tem razão, George Bush, Bin Laden ou a Igreja? Ou será que o macaco está certo? …

… Era o dia seguinte à Assembleia Ordinária do Sindicato dos Analistas. Atenção, arqueiros! Foram três dias de reuniões e debates, ininterruptos, no limite do esgotamento físico e mental dos participantes. Eu disse três dias, ininterruptos. Depois eu explico como se operava a coisa … Foi a Assembleia mais Ordinária e democrática da qual participei. Nada de manipulação. Os debates eram acirrados, e antes de iniciados os apartes, questões de ordem, réplicas e tréplicas, ainda nos preparativos, tudo, tudo que se referisse ao futuro da espécie era esmiuçado, com transmissão simultânea em cinco dimensões. … Esqueça Freud e os mistérios da mente humana.” Leia o novo texto de Carlos H. Peixoto

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: