PT quer baixar o subteto no Rio Grande do Sul

09 mar 2011

“Se nós não pudermos cortar o presente, aqueles beneficiários que recebem salários, aposentadorias e pensões absurdas hoje, nós vamos fazer daqui para a frente.”

Para mexer no vespeiro da Previdência, o governador Tarso Genro decidiu antes colocar a mão em outro. Até o fim do mês, pretende enviar para a Assembleia uma proposta de emenda à constituição para reduzir o teto do funcionalismo em todos os poderes no Rio Grande do Sul.

Atualmente, há dois limites em vigor. Executivo e Assembleia adotam a restrição de R$ 24,1 mil (90,25% do salário de ministro do Supremo Tribunal Federal). Os demais utilizam como parâmetro a remuneração de ministro do STF (R$ 26,7 mil). Tarso irá propor que novos funcionários e aposentados ganhem até R$ 17.347,14, o equivalente ao salário do governador. Ele condena a aplicação de dois valores e diz que a referência, neste momento, deveria ser de R$ 24,1 mil.

Fonte: Zero Hora

Exerça a cidadania – deixe o seu comentário

4 Comentários to “PT quer baixar o subteto no Rio Grande do Sul”

  1. Para variar os funcionários públicos são os judeus do Brasil.

  2. É incrível como novos detentores de cargos públicos tem ideias “brilhantes” que causarão efetivos prejuízos ao desenvolvimento do trabalho pelo tumulto que geram, e que em termos práticos dificilmente vigorarão, uma vez que tetos ou subtetos fora da realidade de mercado tendem a cair no ostracismo. Aliás, o PT do RS dá os passos iniciais rumo ao ostracismo político, pelas atitudes demagógicas e a irresistível atração à midia.
    Flávio Abel – RS

  3. É inacreditável que um povo supostamente bem esclarecido como o do RS tenha colocado o Tarso Genro no poder. É um comunista da pior espécie!

    Foi a favor da deportação dos boxeadores cubanos, estes sim refugiados políticos. Entretanto, luta com todas as suas forças para impedir que o mesmo ocorra com o Cesare Battisti.

    Agora quer eleger os servidores públicos como vilões em seu governo. Populismo puro…

  4. Eu acho muito estranha as atitudes desses politicos. Exercem algum tipo de função ou sei lá o nome e ganham mihões e acham que um funcionário de carreira, não pode ganhar mais do que eles, quando Prefeitos ou Governadores. Esse cargo, não o coloca como um FUNCIONÁRIO DE CARREIRA, e ele se aposentam com 08 anos. Só que continuam, na “fita”, mas não teem carreira. Para um Funcionário receber O DITO SALÁRIO MILHIONÁRIO, em sua concepção, trabalhou anos e anos e como
    trabalhou bem, teve os privilégios que a carreira permite e depois ao “bel prazer”, do governador, perde mais do que a metade.
    Porque não abaixam os salários dos politicos, porque não os fazem comprar seus próprios carros, casas, estudos para filhos, não bancam suas viagens, quando não em serviço.
    O funcionário paga tudo e é assim que deve ser e não é um “mequetrefe qualquer ( PERDOEM-ME O EXAGERO) “, que entra e fica 04 ou 08 anos que deve cortar ALGO ADQUIRIDO COM DIGNIDADE E MUITO TRABALHO. Qual é sua carreira? Na maioria dos casos, hoje, é oportunismo. ACHO MUITO INJUSTO QUE SE GASTE COM PARLAMENTARES MAIS DE 60 MILHÕES AO ANO. PORQUE NÓS TEMOS QUE ADOTÁ-LOS E ÀS SUAS FAMÍLIAS.
    ACORDEM ENQUANTO É TEMPO.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: