Tratamento isonômico de carreiras essenciais

A desembargadora federal Cecília Marcondes acolheu liminarmente mandado de segurança preventivo subscrito por 16 procuradores da República e determinou ao juiz Ali Mazloum, da 7.ª Vara Criminal Federal, que recoloque na sala de audiência assento para o Ministério Público imediatamente à sua direita. Cecília ordenou que seja reinstalado tablado de madeira que coloca os procuradores – e o juiz – um degrau acima de réus, testemunhas e advogados de defesa.

A refrega teve início em 9 de novembro, quando a Defensoria Pública da União requereu à Corregedoria do Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF3) providências para assegurar a seus membros “tratamento isonômico” em relação aos demais integrantes de carreiras essenciais à Justiça. Em 1.º de dezembro, Mazloum editou portaria definindo novo layout da sala – medida que indignou procuradores e recebeu aplausos da advocacia e da defensoria.

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,em-disputa-um-lugar-a-direita-do-magistrado,668960,0.htm

Tags:

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: