Archive for janeiro 21st, 2011

janeiro 21, 2011

Você capitalista com duas vacas…

Como no Brasil se costuma falar muito mal do “Capetalismo”, vejamos como funciona o capitalismo ao redor do mundo, de uma forma muito bem-humorada. A questão é: você consegue fazer uma interpretação política, histórica, sócio-cultural ou econômica das duas vacas? Este é o desafio! Escolha um país e tente!!!

– Capitalismo Ideal: Você tem duas vacas. Vende uma e compra um touro. Eles se multiplicam, e a economia cresce. Você vende o rebanho e aposenta-se, rico!
– Capitalismo Americano: Você tem duas vacas. Vende uma e força a outra a produzir leite de quatro vacas. Fica surpreso quando ela morre. Então você invade um país árabe dizendo que eles ameaçam a democracia mundial porque têm armas de destruição em massa, e rouba as vacas deles.
– Capitalismo Francês: Você tem duas vacas. Entra em greve porque quer três.
– Capitalismo Canadense: Você tem duas vacas. Usa o modelo do capitalismo americano. As vacas morrem. Você acusa o protecionismo brasileiro e adota medidas protecionistas para ter as três vacas do capitalismo francês.
– Capitalismo Japonês: Você tem duas vacas. Redesenha-as para que tenham um décimo do tamanho de uma vaca normal e produz 20 vezes mais leite. Depois cria desenhinhos de vacas chamados Vaquimon e os vende para o mundo inteiro.
– Capitalismo Italiano: Você tem duas vacas. Uma você mata, quando tenta forçar ela e fabricar queijo diretamente da teta e com a outra você resolve experimentar salame de vaca. Vende o salame de vaca para todo o mundo e fica rico.
– Capitalismo Britânico: Você tem duas vacas. As duas são loucas.
– Capitalismo Holandês: Você tem duas vacas. Elas vivem juntas, não gostam de touros e tudo bem.
– Capitalismo Alemão: Você tem duas vacas. Elas produzem leite regularmente, segundo padrões de quantidade e horário previamente estabelecido, de forma precisa e lucrativa. Mas o que você queria mesmo era criar porcos.
– Capitalismo Russo: Você tem duas vacas. Conta-as e vê que tem cinco. Conta de novo e vê que tem 42. Conta de novo e vê que tem 12 vacas. Você para de contar e abre outra garrafa de vodca.
– Capitalismo Suíço: Você tem 500 vacas, mas nenhuma é sua. Você cobra para guardar a vaca dos outros.
– Capitalismo Espanhol: Você tem muito orgulho de ter duas vacas.
– Capitalismo Polonês: Você tem duas vacas. Seu time perde, você bebe, briga com as duas e as mata.
– Capitalismo Português: Você tem duas vacas. E reclama porque seu rebanho não cresce…
– Capitalismo Chinês: Você tem duas vacas e 300 pessoas tirando leite delas. Você se gaba de ter pleno emprego e alta produtividade. E prende o ativista que divulgou os números.
– Capitalismo Hindu: Você tem duas vacas. Ai de quem tocar nelas.
– Capitalismo Mexicano: Você tem duas vacas, sobe em uma e vai para os EUA.
– Capitalismo Etíope: Você não tem duas vacas.
– Capitalismo Sul-Coreano: Você tinha duas vacas, com a divisão das Coreias, você passou a ter apenas uma. Então os americanos doam 3 mil vacas para você fazer inveja no seu vizinho do norte.
– Capitalismo Porto-Riquenho: Você não tem duas vacas, mas é cidadão estadunidense.
– Capitalismo Palestino: Você tem duas vacas. Os judeus as tomam e te dão uma codorna pra você criar na faixa de gaza.
– Capitalismo Judeu: Você tem duas vacas. Vende uma, recebe o dinheiro e não a entrega. Quando o comprador vai reclamar, você o chama de anti-semitista, nazista e continua com a vaca.
– Capitalismo Iraquiano: Você tinha duas vacas. Com a invasão dos EUA você perde uma. Então troca sua única vaca por um carro bomba e mata aqueles filhos da mãe.
– Capitalismo Gaúcho: Você tem duas vacas. As vende e compra carne de vaca argentina.
– Capitalismo Argentino: Você tem duas vacas. Você se esforça para ensinar as vacas mugirem em inglês. As vacas morrem. Você vende uma delas para os gaúchos, e a outra você faz um churrasco de final de ano pros diretores do FMI.
– Capitalismo Brasileiro: Você tem duas vacas. Uma delas é roubada. O governo cria a CCPV- Contribuição Compulsória pela Posse de Vaca. Um fiscal vem e te autua, porque embora você tenha recolhido corretamente a CCPV, o valor era pelo número de vacas presumidas e não pelo de vacas reais. A Receita Federal, por meio de dados também presumidos do seu consumo de leite, queijo, sapatos de couro e botões, presumia que você tivesse 200 vacas e você vende a vaca restante para pagar as multas e os acréscimos legais e ainda adere ao programa do governo chamado REFIS para parcelar o restante da dívida com atualização da TR mais juros por 120 meses.

Tags:
janeiro 21, 2011

Arrecadação tributária no Brasil em alta

20 jan 2011

A arrecadação tributária do Brasil alcançou os R$ 805,708 bilhões em 2010, uma alta de 15,38% em relação ao ano anterior, informou nesta quinta-feira o Governo.
A arrecadação correspondente ao mês de dezembro se situou em R$ 90,882 bilhões, o que significa o maior valor registrado em um só mês desde o início da série histórica em 2003 e um aumento de 23% com relação ao obtido em 2009, segundo um comunicado do Ministério da Fazenda.

http://br.noticias.yahoo.com/s/20012011/40/economia-arrecadacao-tributaria-no-brasil-aumenta.html

Tags:
janeiro 21, 2011

Afresp e Afiscamp se reúnem com Sindifisco

20  jan 2011

Com objetivo de dar continuidade ao diálogo iniciado em 2010, diretores da DS Campinas/Jundiaí reuniram-se nesta terça-feira, dia 18/11, com representantes da Associação dos Fiscais de Renda do Estado de São Paulo (Afresp) e da Associação dos Auditores-fiscais da Prefeitura de Campinas (Afiscamp).

Durante o encontro foram abordados temas de interesse comum da fiscalização tributária nos três níveis da federação, além do fortalecimento da auditoria fiscal e as lutas em comum dos profissionais do fisco, tais como a garantia das prerrogativas funcionais e a defesa a justiça fiscal.
Também foi definido um calendário de reuniões mensais entre as entidades, com objetivo de manter contato estreito de construir uma pauta comum de atuação.
A DS Campinas/Jundiaí esteve representada na reunião pelo Presidente Paulo Matsushita e pelo Vice-presidente, além dos diretores Darcy César Improtta Jr. (Comunicação) e Judith Donato (Diretora-secretária).
Representaram a Afresp os Auditores-fiscais do estado Geraldo Bocoli e Janaina Zacarchenco. A Afiscamp foi representada pelos diretores Aloísio Amadeu e Carlos Alberto Maia.

http://dscampinas.blogspot.com/2011/01/representantes-de-entidades-sindicais.html

Tags: