Archive for janeiro 17th, 2011

janeiro 17, 2011

Eu posso criticar o meu sindicato?

– Cabresto eu não aceito não…

Tags:
janeiro 17, 2011

Sindicato da Paraíba dá exemplo com Fórum

14 de janeiro de 2011

GTs se reúnem para aprimorar propostas do Fórum de Atualidades

A reunião ocorreu na sede do Sindifisco-PB. Nos pontos de enfoque, os grupos vêm discutindo acerca do papel do auditor fiscal, a necessidade de profissionalização dos gestores e a questão da ética nas atividades. Além disso, durante o fórum, foram dadas explanações e comentários acerca da relação entre o Fisco e o contribuinte.Antes de ser apresentado ao Governo, o documento será discutido pela categoria fiscal em assembleia geral a ser convocada brevemente.Integrantes das comissões dos Grupos de Trabalho do III Fórum de Atualidades Fiscais, realizado em setembro, se reuniram nesta quinta-feira (13/01) para concluir a redação do documento que norteará as ações do Sindifisco no sentido de buscar uma modernização da administração tributária. Durante o Fórum de Atualidades, os filiados foram divididos em grupos para tratar dos diversos assuntos de interesse do fisco como PCCR, PDRH, Autonomia, Infraestrutura, Atribuições e Métodos Aplicados à Fiscalização, Tributação e Arrecadação, Relação Fisco-Contribuinte. Desde o Fórum os grupos vêm elaborando as propostas e melhorando aquelas que já foram aprovadas

http://www.sindifiscopb.org.br/index.asp?Area=Informativos&Codigo=20110114132148

Tags:
janeiro 17, 2011

Auditor da Paraíba é assassinado

A polícia continua investigando o crime de morte em que foi vítima o Auditor Fiscal Gilberto Gerônimo Leite, 59 anos, assassinado com um tiro de espingarda calibre 12 na noite deste sábado, 15 de janeiro em Café do Vento, distrito de Passagem.

http://www.portalpatos.com/portalpatos.asp?noticia=principal&id=15622

Tags:
janeiro 17, 2011

Sobre sindicatos, jornalistas e ouvidorias

Os sindicatos e a Fenaj não podem ficar omissos diante das barbaridades cometidas contra a sociedade pela grande imprensa. Minha proposta é de que cada sindicato de jornalistas tenha uma ouvidoria para avaliar a atuação dos jornalistas. E que essa ouvidoria aja de forma honesta e objetiva em defesa dos interesses maiores, com ampla divulgação dos erros e acertos da categoria. Devemos ser corporativos com os interesses maiores da sociedade, e não dos coleguinhas que abusam do seu poder e do crachá de jornalista para defender patrão, seu dinheiro, sua armações e até sua má-fé – coisas, aliás, que acontecem em todas as categorias.

Se já tivéssemos ouvidorias funcionando no Brasil, certamente alguns jornalistas de projeção nacional não estariam cometendo as baixarias que cometem hoje. E melhor ainda seria seu efeito nas localidades. Por exemplo, 99% dos jornais (e jornalistas) do Distrito Federal não conseguem publicar uma linha de crítica ao atual governador José Roberto Arruda. Não se trata do autor deste artigo ser contra ou a favor de Arruda, mas de defender o jornalismo.

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=513JDB002